As habilidades necessárias para encarar este novo mundo

As transformações que estão chegando ao mundo não são mais novidade para ninguém. Viveremos uma novíssima era a partir de agora, e vamos precisar de um mundo mais barato, mais viável, mais acessível, mais econômico, mais compartilhável, mais justo e mais equânime.

O Coronavírus não inventou nada nem criou coisas novas, apenas adiantou algumas datas, já previstas pelos futuristas quando tratamos de estudos de profissões, de alterações no mercado de trabalho, e também na educação para a próxima década. A vida nunca mais será a mesma, e o empreendedor que quer manter o seu negócio e vê-lo crescer nos próximos anos, precisará mudar a mentalidade. 
 
É bem verdade que o perfil do consumidor modificou muito nos últimos anos, e isso tem a ver, também, com o fator geracional: pessoas mais jovens não gastam dinheiro por gastar, preocupam-se com o meio ambiente, e preferem possuir algo que possam compartilhar com amigos e familiares.  Percebendo isso, o empreendedor terá de criar soluções para conquistar esse jovem que é o consumidor atual, e fidelizá-lo à sua marca. 
 
Será um novo mundo, e o mercado vai selecionar aqueles que zelam por novas habilidades, necessárias para este novo mundo que preza por: mais responsabilidade, mais empatia, mais coragem, mais comunicação, mais colaboração, mais ética, e mais amor.

Ibraim Gustavo é jornalista, escritor e educador, Pós-graduado em MKT e MBA em Comunicação e Mídia

Publicado às 12h33

Receba notícias pelo celular clicando em www.circuitodenoticias.com.br/whatsapp e nos dê um oi para o cadastro