Grupo para Controle do Tabagismo retorna com reuniões virtuais em Serra Negra 

Pensando em parar de fumar? Participe!

O Grupo para Controle do Tabagismo ‘Respire Fundo’, promovido pela Prefeitura Municipal de Serra Negra, por meio da Secretaria de Saúde, comunica que retornará suas atividades na modalidade virtual, a partir de julho.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, os encontros presenciais tiveram que ser suspensos no mês de março, mas os pacientes que estavam em tratamento farmacológico continuaram a receber atendimento individual do farmacêutico, especialmente por estarem fazendo uso de medicação.

A data do primeiro encontro será dia 8 de julho, quarta-feira, às 18h, com duração exata de 40 minutos. “Utilizaremos o aplicativo de reuniões Zoom. Por isso, os interessados devem entrar em contato com a gente, fazer seu cadastro e receber as orientações para participar”, explica a nutricionista e articuladora do programa no município, Tayane Domeniconi.

É preciso ser morador de Serra Negra para participar. O link da reunião será disponibilizado apenas no dia do evento, alguns minutos antes.

COMO PARTICIPAR

Cadastro

Os interessados devem enviar um e-mail para gruporespirefundo@gmail.com informando seu nome completo, data de nascimento, telefone de contato, Cartão do SUS e endereço.

Estrutura técnica

1) Por ser na modalidade virtual, o interessado deve ter acesso à internet no celular ou no computador.

2) No caso do celular, dê preferência para conexão com wi-fi para que não já consumo excessivo dos dados móveis do usuário – podendo o mesmo ficar sem acesso.

3) Instale o aplicativo de reuniões virtuais ZOOM. Veja abaixo os links:

- Celular android: clique AQUI

- Celular IOS: clique AQUI

- Computador: https://zoom.us/download

O PROJETO

O Grupo Respire Fundo é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio do Programa Municipal para Controle do Tabagismo. Em Serra Negra, ele foi criado em 2017 e conta com uma equipe de profissionais incluindo médico, psicólogo, nutricionista e farmacêutico. “Após as quatro sessões iniciais, se o paciente já sentir-se preparado para parar de fumar, e se assim desejar, poderá solicitar para realizar a triagem não-médica (que no momento será realizada de modo virtual), onde serão colhidos os dados pessoais do tabagista, sua história tabágica, além de avaliado qual o grau de dependência do fumante (baixo, moderado ou alto”, explica a nutricionista.

Após a triagem não-médica, o paciente é encaminhado para a consulta médica, no qual será avaliado quanto à possibilidade de dar início ao tratamento medicamentoso (medicação oral e adesivos). O paciente é acompanhado durante todo o processo de cessação do tabagismo, trabalhando as estratégias, os sinais de abstinência, as pressões familiares e sociais, o acompanhamento medicamentoso e os motivos para continuar sem fumar. “Ao término do tratamento medicamentoso, o paciente será orientado a retornar ao grupo na modalidade virtual a cada 30 dias por até um ano, como estratégia para prevenção de recaída e como modelo motivacional aos demais participantes do grupo”, completa Tayane.

Todo tratamento farmacológico é fornecido gratuitamente pelo SUS (medicação oral e adesivos), desde que não haja contra-indicações médica ao uso (avaliadas pelo clínicos gerais do grupo) e a dispensação dos medicamentos fica vinculada à participação semanal do usuário ao grupo nas reuniões virtuais. O tratamento completo tem duração de cerca de quatro meses. 

Publicado às 12h04

Receba notícias pelo celular clicando em www.circuitodenoticias.com.br/whatsapp e nos dê um oi para o cadastro