Marcio França assina transferência de posse da Praça Adhemar de Barros e do Bosque Zequinha de Abreu para a Prefeitura

Um dos mais antigos problemas do turismo de Águas de Lindoia foi solucionado após o governador Márcio França (PSB) assinar a documentação que transfere para o município a propriedade de dois dos principais cartões postais da cidade: a Praça Adhemar de Barros e o Bosque Zequinha de Abreu. A transferência foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, dia 6. O prefeito Gil Helou (PDT) esteve no Palácio dos Bandeirantes nesta semana, acompanhado do deputado estadual Barros Munhoz (PSB) para agilizar a tramitação dos documentos.

Segundo a publicação, passam para o patrimônio do município mais de 19 mil m² da Praça Adhemar de Barros – o equivalente a um terço do total da área – e 23,5 mil m² do Bosque Zequinha de Abreu. Como pertenciam ao Governo do Estado, o município era impedido de realizar obras de melhoria e revitalização nestes pontos turísticos. Agora, com a conclusão da transferência de posse a prefeitura poderá investir nos espaços. A ação é semelhante a que aconteceu no Balneário Municipal, que em 2010 passou a ser patrimônio do município e que agora deverá passar por reformas recebendo mais de R$ 2 milhões em investimentos.

“Esta é a maior conquista para o turismo lindoiense desde a posse do Balneário Municipal. Trabalhamos muito para que finalmente a Praça e o Bosque passassem em definitivo para o município e agora podemos trabalhar em projetos para restaurar estas áreas”, comemorou o prefeito Gil Helou.

Praça Adhemar de Barros

A prefeitura já prepara projetos para reforma da praça. No ano passado especialistas do Escritório de Paisagismo Burle Marx estiveram no município para realizar um levantamento das condições da Praça Adhemar de Barros, projetada pelo renomado paisagista brasileiro, e apresentaram um estudo contendo sugestões para a revitalização do espaço.

O documento produzido pelos arquitetos Júlio Ono e Gustavo Leiras, responsáveis pelo Escritório, contém mais de 70 páginas servirá como ponto de partida para a elaboração de um projeto de revitalização que será feito pela prefeitura.

O relatório aponta a necessidade de readequação do paisagismo, com a incorporação de várias espécies e a remoção de outras. Um exemplo citado no relatório trata de algumas árvores da espécie Ficus, que estão comprometendo estruturas da praça. Também foram observados pelos profissionais pontos como a necessidade de readequação da parte elétrica passando para instalações subterrâneas, padronização do mobiliário urbano, melhoria da comunicação visual e a revisão de estruturas como pontes de acesso, playground e a área de eventos.

Com informações de Luis Augusto Tucci

Publicado às 21h12

Receba notícias pelo WhatsApp - 19-98765-5745 ou clique aqui para ir direto - https://api.whatsapp.com/send?l=pt-BR&phone=5519987655745