Chuva forte causa estragos em Pedreira

Depois de um dia de muito calor, os pedreirenses acompanharam preocupados, por uma hora, a forte chuva que atingiu toda a Cidade, no final da noite da quarta-feira, 23 de janeiro, complementada por centenas de raios e trovões.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do Município, Eduardo Pazini, foram 120 milimetros de água acumulados em pouco mais de sessenta minutos, suficientes para alagarem algumas vias, como trechos da Avenida Dr. Sylvio de Aguiar Maya, das Ruas Miguel Sarkis (Defronte ao Terminal Rodoviário e Central de Saúde), Ana Francisca de Oliveira e Ruas Cananeia, Do Trabalhador e Issa Camasmie  – essas três últimas - pelo transbordamento do Córrego Caxambu. Galhos de  árvores, folhas e muita lama também tomaram conta de várias ligações do Município e desde as primeiras horas da manhã, a Secretaria de Meio ambiente colocou todo o seu efetivo para a limpeza dos pontos mais atingidos.

Na Avenida Adelino dos Santos Gouveia,  parte do muro da CIMEI Dalva Maria Bueno de Miranda Menoncello desabou. Apesar disso e por não ter atingido o prédio, a Creche funciona normalmente. No Conjunto Shigueo Kobayashi, uma residência apresentou problemas estruturais, em parte do imóvel. Registrou-se também o deslizamento de talude na Rua Mário Zarpellon, no Jardim Triunfo. Enfim, transtornos de uma chuva forte e em quantidade elevada. No Jardim Santa Edwiges, devido a queda parcial de energia –  situação que permaneceu até boa parte  da manhã da quinta-feira, 24 de janeiro - houve interrupção no fornecimento de água pois a bomba não funcionava em meia fase.

Integrantes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros Municpal trabalharam nas ocorrências desde que a chuva se iniciou e ainda atendiam chamados na manhã da quinta-feira. Ninguém ficou ferido, segundo os registros destes órgãos. Ressalte-se que SP-95, trecho Pedreira-Amparo, proximidades do antigo Sítio Strapetti, houve alagamento das pistas, interrompendo por um período a passagem de veículos, em ambos os sentidos, os quais foram liberados após as águas baixarem. O escoamento total só ocorreu na manhã de hoje (24 de janeiro).

Com informações de Sidinei Defendi e Glauco Mazzetto.

Publicado ás 18h52

Receba notícias pelo celular clicando em www.circuitodenoticias.com.br/whatsapp e nos dê um oi para o cadastro