20 Setembro, 2019

Entenda o que a legalização das apostas com quota fixa vai fazer pelo futebol

A quota fixa para apostas esportivas foi aprovada no ano passado, mas a grande dúvida dos torcedores é o que ela altera no futebol?

Muito se falou sobre a proibição dos jogos e apostas esportivas, entre candidatos e políticos o assunto rendeu. Depois de anos de trâmites e propostas de lei, finalmente as apostas foram liberadas, mas com o adendo da quota fixa.

Essa lei permite que sejam realizadas apostas, gerando para os torcedores uma nova forma de entretenimento, aumentando a competitividade entre times e arrecadando dinheiro para os cofres públicos.

A quota física diz respeito ao montante do percentual oferecido previamente. Ele muda de acordo com o favoritismo dos times. Por exemplo, Palmeiras (0.30) X Vasco (2.40). Caso o apostador tenha escolhido o Vasco e ele vence, a quantia apostada é multiplicada por 2.40.

O maior medo do nicho futebolístico é de prejudicar o esporte e aumentar a rivalidade entre times, mas se tal ação for seguida de acordo com o padrão implantado em diversos outros países todos irão se beneficiar.

De maneira geral as apostas esportivas podem alavancar o investimento nos times, trazendo muitos benefícios para estes. Além disso, elas devem arrecadar uma quantia em impostos para os cofres públicos, que deve ser revertida para os ministérios.

Quem se beneficia com a quota fixa de aposta?

Muitos torcedores são adeptos dos jogos online, esses apostam um valor em um palpite, caso seja certeiro uma porcentagem é recebida. Essa é calculada, previamente, diante do valor investido. Esses sites não são proibidos no Brasil e até são patrocinadores de grandes jogos.

Não é incomum ver as propagandas estampando os banners, na lateral, dos estádios. Essas empresas terão um crescimento de público e ainda farão o esporte expandir juntamente com sua marca.

A liberação da atividade destes portais ainda não está totalmente legalizada, mas como eles atuam com sede internacional podem trabalhar com usuários brasileiros. No entanto, isso pode acarretar fraudes em resultados, já que não são monitorados por nenhum órgão competente, em solo nacional.

Para que a as apostas sejam organizadas e justas, processos que incluem averiguações e investigações serão realizados. As empresas, por sua vez, terão que apresentar seus dados mensalmente e pagar corretamente os impostos devidos.

Como benefício para os times brasileiros, todos os clubes que cederem sua marca para a propaganda dessas casas de jogos receberão um percentual. Este valor é fixado por lei. Com o uso do nome dos times durante a execução das apostas, as marcas devem mostrar um maior interesse em patrocina-los, principalmente os próprios sites de apostas.

Caso ocorra como na Europa o futebol brasileiro será influenciado positivamente, arrecadando mais fundos e potencializando seus investidores. Com uma maior circulação de dinheiro os clubes tendem a favorecer também as ligas menores.

Muitas empresas que já atuam nesse mercado se beneficiarão com a normativa. Grandes nomes como a Superaposta tem um foco forte em esportes e devem aproveitar o momento para investir nos negócios. É claro que não será um tiro no escuro porque a maioria dessas empresas já atuam nesse mercado internacionalmente. O que se espera é apenas um investimento maior no mercado brasileiro.

Publicado às 18h50

Receba notícias pelo celular clicando em www.circuitodenoticias.com.br/whatsapp e nos dê um oi para o cadastro