30 Setembro, 2020

Congresso ocorre em Águas de Lindoia

A cultura do milho é a atividade agrícola mais frequente nas propriedades rurais do Brasil. Devido à importância da cultura, o Instituto Agronômico (IAC), de Campinas, e a Associação Brasileira de Milho e Sorgo (Abms), promovem o 29.º Congresso Nacional de Milho e Sorgo, de 26 a 30 de agosto de 2012, em Águas de Lindóia, São Paulo, no Hotel Majestic. O evento conta com a parceria do Instituto Biológico (IB), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), Polos Regionais da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Milho e Sorgo) e Instituto Agronômico do Paraná (Iapar).

Com o tema “Diversidade e Inovações na Cadeia Produtiva de Milho e Sorgo na Era dos Transgênicos", o evento tratará de tópicos polêmicos como o papel das empresas públicas na produção de sementes de milho e também o perfil do profissional que atua no mercado de milho e sorgo. “Vivemos um momento de extremo crescimento da produção de transgênicos no País. O uso de sementes modificadas geneticamente no Brasil iniciou-se na safra 2008 e vem crescendo. Estima-se que na safra de verão 2011 e 2012, aproximadamente 60% da área plantada de milho no Brasil foi de sementes transgênicas. Na safrinha, esse percentual pode superar 80% da área”, diz Aíldson Pereira Duarte, pesquisador do IAC, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

O Brasil é o terceiro maior produtor de milho do mundo e o quarto maior exportador do grão, ficando atrás dos Estados Unidos, Argentina e Ucrânia. O Estado de São Paulo possui tradição na produção de sementes de milho. Além, de ser importante produtor de milho, ocupando a quinta posição entre os Estados brasileiros, é também líder nacional no valor total da produção agropecuária.

A cultura do sorgo pode ser destinada para a produção de grãos, forragem, fabricação de vassoura e produção de etanol. O tipo de sorgo mais cultivado no País é o sorgo granífero, destinado ao mercado de alimentação animal. “O sorgo é o substituto direto do milho, pois serve como ingrediente para ração dos animais, tornando-se assim uma alternativa de renda para o agricultor. Estima-se que exista quase um milhão de hectares cultivados, sendo o Estado de Goiás responsável pela produção da metade do sorgo brasileiro”, diz o pesquisador do IAC.

Evento
Os organizadores do 29º Congresso Nacional de Milho e Sorgo buscam com o evento a união das áreas de ensino, pesquisa e assistência técnica para criar maior participação de universitários e professores.

A dinâmica dos cinco dias do Congresso será composta por palestras e discussões sobre novas tecnologias, com a participação de 68 palestrantes e 17 debatedores atuantes nas áreas de pesquisa, ensino e assistência técnica, em importantes instituições públicas, cooperativas e empresas privadas do Brasil e do exterior.

Em 30 de agosto, data de encerramento, serão oferecidos quatro minicursos para atualização em fisiologia, sistemas de produção, mecanização agrícola e proteção das plantas. Os resultados dos trabalhos de pesquisa mais recentes serão divulgados na sessão pôster.


SERVIÇO:

Evento: 29.º Congresso Nacional de Milho e Sorgo
Data: 26 a 30 de agosto de 2012
Local: Hotel Majestic, Praça Dr. Vicente Rizzo, 160, Águas de Lindóia - São Paulo
Inscrição: www.milhoesorgo.com.br.

Fonte: IAC