15 Outubro, 2018

Inclusão Social, direito e responsabilidade de todos

Somos todos iguais! Esse é o princípio da igualdade que é fundamental para a democracia, em que todos têm os mesmos direitos e deveres. “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, conforme art. 5º. Da Constituição Federal.    

Porém, como indivíduos, somos diferentes uns dos outros e é imprescindível que saibamos que em nossa sociedade cada um tem necessidades, desejos, expectativas, valores e habilidades diferentes.

O que nos faz compreender essas diferenças é o relacionamento que temos uns com os outros. É preciso conhecer para compreender. No mesmo espaço que existem diferenças é que se torna possível trocar experiências, aprender, ensinar e conviver com essas diferenças.

A “inclusão social” está aí, na escola, no trabalho, no nosso dia a dia. A perspectiva inclusiva é resultado de um processo histórico.  E esse movimento vem crescendo cada vez mais. Felizmente, dentro do ambiente escolar muitos avanços foram feitos, mais os desafios ainda são muitos.

Para Maria Teresa Eglér Mantoan, pedagoga, mestre e doutora em Educação pela UNICAMP,  uma das maiores especialistas em inclusão escolar no país, na educação inclusiva todos os alunos com e sem deficiência tem a oportunidade de conviverem e aprenderem juntos. “A inclusão implica uma mudança de perspectiva educacional, pois não atinge apenas alunos com deficiência e os que apresentam dificuldades de aprender, mas todos os demais, para que obtenham sucesso na corrente educativa geral”, cita Mantoan em seu livro “Inclusão Escolar. O que é? Por quê? Como fazer?”.

Existem as leis específicas para cada área da inclusão e muito se tem evoluído nesse aspecto. Mas independente das leis, temos que lembrar sobre nosso papel de cidadão com relação à inclusão social, sem discriminações, violências ou negligências. Vamos romper as barreiras da desigualdade, contribuindo para a construção de uma sociedade livre, justa e solidária, em que todos tenham os mesmos direitos e as mesmas oportunidades.
A inclusão Social na Copaíba

Dentro das atividades de Educação Ambiental da Copaíba, são realizadas vivências ambientais, que sensibilizam jovens e adultos sobre a importância da conservação da natureza. Essas atividades fazem parte do Verde Novo, projeto de execução da Copaíba, que recebe o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

Cada vez mais a inclusão tem sido um ponto importante e reconhecido dentro das ações da instituição. A Copaíba tem se adaptado e recebido diversos grupos, inclusive pessoas com deficiência.  Para a Copaíba a experiência tem sido fantástica. “Poder ver o rostinho dos alunos e as respostas positivas do nosso trabalho, reforça, cada vez mais, que estamos no caminho certo”, comenta a Educadora Ambiental da Copaíba, Tatiana Oliveira.

Essas e outras notícias podem ser acompanhadas pela página facebook/associacaoambientalistacopaiba ou pelo site www.copaiba.org.br

Publicado às 11h51